top of page

Você é protagonista da sua vida e da sua carreira?


Afinal, o que significa assumir a postura de protagonista na nossa vida e na nossa carreira?

Quero começar a nossa conversa de hoje perguntando para você: quem é o personagem principal da sua historia? “ Você é o protagonista da sua vida e da sua carreira, portanto não delegue a responsabilidade de gerenciar sua carreira para chefes, pais, amigos e empresas”.

Segundo o dicionário é:

1. Principal ator.

2. Pessoa que ocupa o primeiro lugar em qualquer acontecimento.

Com estas definições, fica evidente que a responsabilidade pela gestão de carreira é 100% sua!

Você se responsabiliza por isso?

POR QUE PRECISAMOS DE CORAGEM PARA SERMOS PROTAGONISTAS?

Coragem para mudar é o que difere espectadores e protagonistas na carreira.Não é fácil assumir o papel de protagonista e de ter coragem de fazer o que acreditamos, pois estamos enraizados de crenças limitantes. Ser protagonista, ter coragem, arregaçar as mangas, aceitar a vulnerabilidade e a possibilidade de falhas é contra intuitivo, é ir para a zona de desconforto.

Sabendo disso, precisamos colocar muita energia para ressignificar várias coisas, reprogramar nossas mentes, lutar contra o nossa autopreservação, nos superar e aceitar as possibilidades de falhas. Tudo fica mais fácil quando você aceita que falhar pode ser parte do processo para o protagonismo, para o crescimento, para o aprendizado!

Precisamos lutar contra o medo de fazer coisas imperfeitas e tentar, nos arriscar.

Mas quais são as dicas para assumir a postura de protagonista?

1) ESCOLHER "HERÓIS", como fonte de inspiração e modelagem, pode ser outro gatilho para facilitar seu processo. Os heróis são pessoas que te inspiram, que construíram algo que te motiva. Estude essas pessoas, seus hábitos, suas crenças, e os modele. Vire uma "colcha de retalhos" com o mix dos seus heróis, afinal eles já chegaram lá de alguma forma. O que sei é que não é fácil escolher esse caminho, mas quando encontramos com pessoas que o percorrem diariamente ou percorreram ao longo de sua existência, essas sempre recomendam e se enchem de orgulho pelo legado construído!

2) SERMOS ATIVOS: No mercado de trabalho contemporâneo, protagonizar a própria carreira significa assumir a responsabilidade pela conquista de um espaço profissional por meio de seus próprios méritos, diferentemente do que acontecia no passado, em que todas as oportunidades de ascensão na carreira se limitavam a promoções dentro de uma mesma empresa.A grande maioria das pessoas, no entanto, não está preparada para assumir esse papel, pois ainda se mostra presa a uma cultura de passividade que perdura há tempos em nossa sociedade e que levou os profissionais a realizar escolhas no passado que, muitas vezes, atendiam aos sonhos de seus pais ou a padrões estabelecidos por amigos e pela sociedade.

3) BUSCARMOS O AUTO-CONHECIMENTO Quando falamos em protagonismo na carreira, o AUTOCONHECIMENTO deve ser visto como o principal aliado.

4) Mapeamento pessoal: Conhecer a si mesmo, identificar seus valores, propósitos, paixões, motivações, pontos fortes e fracos e crenças.

5) BUSCARMOS O DESENVOLVIMENTO DAS NOSSAS COMPETÊNCIAS, DAS NOSSAS FORTALEZAS. O cenário atual é marcado por constantes mudanças, incertezas e rupturas e exige dos profissionais aprendizado permanente, inovação constante e um perfil autônomo.

7) a". Essa tarefa de conduzir a própria carreira pode não ser nada fácil, pois exige empenho, vontade de se desenvolver e amadurecimento, porém, com esse passo a passo, você pode começar agora mesmo. Mapeamento de competências: Identificar quais competências precisa adquirir ou desenvolver, sendo elas técnicas (faculdade, cursos livres, idiomas e etc) e comportamentais (liderança, controle emocional, trabalho em equipe entre outras).

8) Mapeamento de mercado de trabalho: Como está cada vez mais turbulento, instável e competitivo, é importante saber o que o mercado espera de você por meio de informações precisas e detalhadas sobre sua área de atuação.- Você Sabe dizer se sua profissão pode deixar de existir nos próximos anos? Tem um plano B?- Encontrou o que ama fazer? O mercado está disposto a pagar por isso?

9) TERMOS UMA Rede de relacionamentos: Observar ao redor e identificar as pessoas que podem influenciar de forma positiva e definir uma estratégia para lidar com elas. Lembre-se de ajudar para ser ajudado!

10) TERMOS UM Plano de ação: Definir suas metas de curto, médio e longo prazo auxiliará na organização de ideias, informações e ações, podendo sofrer ajustes necessários de acordo com os acontecimentos e objetivos de vida que acompanham o amadurecimento. Portanto, não importa a posição que você ocupa hoje no mercado de trabalho, ser protagonista de sua carreira é seguir o próprio caminho e escolhas, se adaptar às constantes transformações do mercado de trabalho, viver o seu propósito de vida e, consequentemente, usufruir de uma vida e carreira mais plenas, significativas e felizes.

11) PEDIR FEEDBACKS. Muitos acreditam que pedir ajuda (ou a opinião) de outros não é uma atitude de campeão. Não poderiam estar mais errados. Ninguém chega longe sozinho. Eu sei que nunca teria alcançado o pódio se não tivesse uma equipe comigo.Acho importante dizer isso porque receber um feedback construtivo de um líder ou outro colega pode ser interpretado como algo ruim. Mas, no fim, essa é uma das principais maneiras de aprimorar as habilidades.E é isso o que um protagonista deseja, certo? Destacar-se pelo que faz e por quem é. Saber ouvir os outros, reconhecer as próprias falhas e, a partir disso, se desenvolver e crescer.

E PARA TERMINAR, vai aqui uma FRASE INSPIRADORA?

Nós nos transformamos naquilo que praticamos com frequência. A perfeição, portanto, não é um ato isolado. É um hábito.

— Aristóteles, Filósofo grego

O essencial não é o que você faz uma vez no ano. Ou duas, que seja. Mas é aquilo que você pratica com regularidade e repetição. É a frequência que importa. E isso tem o poder de transformar a sua vida.

bottom of page